As Receitas do Selminho

Há quem diga que cozinhar é uma arte ou uma obrigação. Mas para mim é um grande prazer, uma forma de descontrair e relaxar.

As Receitas do Selminho

Há quem diga que cozinhar é uma arte ou uma obrigação. Mas para mim é um grande prazer, uma forma de descontrair e relaxar.

As Receitas do Selminho

Há quem diga que cozinhar é uma arte ou uma obrigação. Mas para mim é um grande prazer, uma forma de descontrair e relaxar.

As Receitas do Selminho

Há quem diga que cozinhar é uma arte ou uma obrigação. Mas para mim é um grande prazer, uma forma de descontrair e relaxar.

As Receitas do Selminho

Há quem diga que cozinhar é uma arte ou uma obrigação. Mas para mim é um grande prazer, uma forma de descontrair e relaxar.

segunda-feira, 1 de agosto de 2016

Gelado de chocolate


Já fazia algum tempo que não participava no grupo "Dia Um... na Cozinha", já vamos na 39ª edição e como o tema são gelados, a melhor coisa que podemos ter por perto nestes dias quentes, decidi que não poderia faltar.
Comecei a fazer, a juntar ingredientes, nem sabia ao certo se iria resultar mas a verdade é que correu bem, saiu um gelado de chocolate com um leve aroma a café e bastante cremoso.
Como devem reparar nas fotos, a bola de gelado já não está muito direita, fotografar gelados quando a temperatura está a chegar aos 40º, não é tarefa nada fácil mas na hora de provar compensa.

200g de chocolate negro
200ml de natas
200ml de leite

100g de açúcar
1 café expresso 
2 ovos


Num tacho, coloque as natas, o leite e o açúcar e leva-se ao lume até levantar fervura, retire e adicione o chocolate partido em pedaços pequenos e o café. Adicione o preparado ás gemas, um pouco de cada vez para não cozer as gemas, e mexa bem até a mistura ficar homogénea.
Leve o preparado ao frigorífico até esfriar.
Bater as claras em castelo e envolver bem no preparado.
Coloque o preparado num recipiente e leve ao congelador. Agora vem a parte que demora um pouco mais, de 2 em 2 horas tire o gelado do congelador e bata com um garfo ou batedeira para quebrar os cristais de gelo, assim começa a fazer o gelado. Repita esta operação quantas vezes for necessário, até a mistura se apresentar com a textura de um gelado.


domingo, 17 de julho de 2016

Semi-frio de ananás


Esta receita foi gentilmente cedida pela Anabela Romano, assim que vi a receita, disse logo que teria que experimentar sem falta, o aspecto dela deixou-me a babar.
Fiz umas pequenas alterações a meu gosto, nada demais, nada que alterasse o resultado da receita original, que é a que vou postar, exactamente como a Anabela cedeu.
É deliciosa, parece um molotof de ananás sem ir ao forno, cá em casa adoramos e espero que vocês também aprovem.

1 lata de leite condensado
1 lata de ananás grande + 1 lata de ananás das pequenas
4 ovos 
1 gelatina ananás (0s 2 pacotes)
4 colheres (sopa) açúcar para o caramelo


1º- Fazer o caramelo com o açúcar para forrar a forma, não muito escuro.
2º- Por o caramelo dentro da forma e reservar.
3º- Bate-se as gemas com o leite condensado.
4º- Escorre-se a lata grande do ananás para um tacho e leva-se ao lume, junta-se as gelatinas mexendo bem até dissolver reservar.
5º-Triturar as rodelas do ananás da lata grande com a "varinha" a seguir junta-se a gelatina no puré do ananás, este preparado adiciona-se ás gemas com o leite condensado.
6º- Bate-se as claras em castelo e mistura-se ao preparado anterior envolvendo com cuidado.
7º- Com as rodelas do ananás da lata pequena forra-se o fundo da forma (já caramelizada) e os lados, deita-se o preparado, levar ao frio de um dia para o outro.


sexta-feira, 15 de julho de 2016

Bolo de alfarroba


350g de farinha
4 ovos
250g de açúcar

200g de leite
200g de manteiga liquida ou derretida
50g de farinha de alfarroba
10g de chocolate em pó
1/2 colher de café de sal fino
1 colher de cefé de 
essência de baunilha
1 colher de café de fermento em pó
Sumo de limãoAçúcar em pó para polvilhar



Unte uma forma e reserve.

Num copo, misture o leite com o sumo de limão e reserve.
Bata a manteiga com o açúcar, durante uns 10 minutos, até obter um creme esbranquiçado e volumoso.
Adicione os ovos um a um, o sal e a essência de baunilha.
Junte a farinha de alfarroba e o chocolate em pó, depois junte o leite com o sumo de limão que tinha reservado e bata muito bem.
Peneire a farinha com o fermento e envolva no preparado.
Verta a massa na forma e leve ao forno pré-aquecido a 180ºC entre 45 minutos a 1 hora, pode variar de forno para forno, ou até o palito sair seco.

Deixe arrefecer uns 10 minutos, desenforme e deixe repousar em cima de uma grelha. 
Antes de servir polvilhe com o açúcar em pó.




quinta-feira, 14 de julho de 2016

Amendoins tostados no forno com mel e sal


Sou um devorador de amendoins com mel e sal, no entanto, os que encontramos no supermercado são um pouco caros e a embalagem vem quase vazia, por isso decidi experimentar em casa.
São muito rápidos de fazer e económicos, estes ficaram bons mas ficaram pouco doces para o meu gosto, vou experimentar novamente mas de outra forma e ver qual resulta melhor, depois conto.

400g de amendoins descascados
4 colheres de sopa de mel
1 colher de sopa de manteiga liquida ou amolecida
Sal fino q.b.

Misture os amendoins com o mel e a manteiga.
Num tabuleiro que possa ir ao forno, espalhe muito bem e leve ao forno pré aquecido a 120º por uns 15 minutos.
Retire do forno e polvilhe com um pouco de sal fino.

segunda-feira, 6 de junho de 2016

Leite creme de claras


Aqui está mais uma receita diferente para aproveitar as claras, este leite creme fica mais cremoso e mais consistente do que o tradicional.

300g de açúcar
60g de farinha
6 claras
1l de leite quente
1 casca de limão
1 pau de canela
Açúcar mascavado para polvilhar

Num tacho, misture o açúcar com a farinha, junte as claras e mexa muito bem. Adicione depois o leite aos poucos, com a casca de limão e o pau de canela, mexendo sempre.
leve ao lume sem parar de mexer com uma colher de pau até borbulhar.
Retire o pau de canela e a casca de limão, deite em taças e deixe arrefecer, polvilhe com o açúcar e queime com um ferro quente ou com o maçarico de cozinha.


terça-feira, 17 de maio de 2016

Mousse de tamarilho


Uma receita tão simples, rápida e acima de tudo deliciosa.

400ml de natas frescas
200g de açúcar
10 Tamarilhos
5 folhas de gelatina

Nota: Pode trocar o açúcar por leite condensado

Retire a polpa dos tamarilhos, passe pela varinha e depois por um coador, reserve o sumo.
Coloque as folhas de gelatina em água fria para amolecer.
Bata as natas até ficarem volumosas e bem duras, adicione aos poucos o açúcar, batas mais um pouco, junte o sumo dos tamarilhos e volte a bater.
Escorra as folhas de gelatina, leve ao microondas por uns segundos até derreter e adicione ao preparado ao mesmo tempo que vai batendo.
Distribua por taças, leve ao frigorífico até endurecer e delicie-se.


segunda-feira, 16 de maio de 2016

Tarte de legumes e camarão


1 base de massa folhada ou quebrada
1 courgette  média
1 beringela pequena
1 cenoura média
100g de cogumelos
200g de camarão descascado
1/2 pimento
1/2 cebola
2 dentes de alho
10 tomates cherry
Azeitonas a gosto
Salsa q.b.
Alecrim q.b.
Sal e pimenta q.b.
Azeite q.b.

Nota: Esta tarte fica bem recheada, se quiser pode reduzir um pouco nas quantidades.

Pegue no seu cortador de legumes BORNER e corte todos os legumes em rodelas.
Leve a cebola e os alhos picados alourar num pouco de azeite.
Adicione a cenoura, a courgette, a beringela, os cogumelos e o pimento, tempere com um pouco de sal, pimenta e salsa e deixe cozinhar um pouco, junte o camarão e deixe cozinhar maus um pouco, até os legumes começarem a amolecer.
Retirar do lume e junte os tomates cortados a meio e as azeitonas sem caroço.
Forre um tabuleiro com papel vegetal, desenrole a massa e coloque no centro o preparado, deixe o rebordo livre e dobre para dentro.
Tempere com um pouco de alecrim e vai ao forno a 180 ºC até dourar.


quarta-feira, 11 de maio de 2016

Pudim abade de priscos


500g de açúcar
400ml água
16 gemas
60g de toucinho de porco
50ml de vinho do Porto branco
1 pau de canela
Casca de limão
Caramelo para untar

Coloque um tacho ao lume com o açúcar, a água, o toucinho cortado em tiras finas, o pau de canela e a casca de limão, faça uma calda em ponto fio, quando estiver pronto passe por uma rede e reserve.
Passe as gemas por uma rede, bater ligeiramente, junte o vinho do Porto e bater mais um pouco.
Junte à calda de açúcar já arrefecida e misture bem.
Barre uma forma com o caramelo, verta o preparado e coloque a cozer em banho maria durante 45 minutos .
Leve ao frigorífico de um dia para o outro e delicie-se.


sábado, 23 de abril de 2016

Pão de queijo com alho e oregãos


500g polvilho Azedo
200g de queijo da sua preferência
200ml de leite
75ml de óleo
4 ovos inteiros
Alho e oregãos a gosto
Sal q.b.

Coloque o polvilho azedo numa tigela grande e reserve.
Leve ao lume o leite e o óleo e deixe ferver.
Junte a mistura líquida ao polvilho e mexa bem com uma colher. Deixe arrefecer durante cerca de 30 minutos.
Acrescente o queijo e os ovos, amasse bem com as mãos e tempere com o sal, o alho e os oregãos.
Faça bolinhas e leve ao forno pré aquecido a 200 graus, durante 15 minutos.
Ficam deliciosos.

sexta-feira, 22 de abril de 2016

Pão de leite leopardo



(Para uma forma de 22x11)

25g de amido de milho (Maizena)
250ml de leite
50g de manteiga c/ sal
70g de açúcar
1 colher (chá) de pasta de baunilha (ou extrato)
1/2 colher (café) de sal
1/2 saqueta de fermento padeiro (3,5g)
375g de farinha

Para a massa castanha mais escura:
15g de cacau + 1 colher (sopa) de leite

Para a massa castanha mais clara:
5g de cacau + 1 colher (chá) de leite

Numa panela, misturar o leite, a baunilha, o sal e o amido de milho com uma vara de arames. Levar ao lume até começar a engrossar. Retirar de imediato, juntar a manteiga e mexer até ficar homogéneo. Transferir para uma taça e deixar arrefecer 30min. Passado esse tempo, juntar a farinha o açúcar e o fermento. Misturar bem com as mãos até obter uma massa macia e elástica. (Se preferir pode amassar uns minutos no robot de cozinha, até conseguir formar uma bola).

Podem ver aqui o passo a passo, será bem mais fácil :)

Dividir a massa em 2 partes.
Reservar uma delas (será a massa branca) e tapar com um pano.
Dividir a outra em 2 partes.
Numa delas, juntar 15g de cacau misturado com 1 colher de sopa de leite, e amassar manualmente ou no robot até ficar com cor homogénea.
Na outra, juntar 5g de cacau misturado com 1 colher de chá de leite, e amassar manualmente ou no robot até ficar com cor homogénea. 

Obterá uma massa castanha mais escura, uma castanha mais clara e uma branca maior. Formar uma bola de cada cor.
Deixar levedar 1h30 à temperatura ambiente, tapadas com um pano ou reservar em caixas herméticas 12h no frigorífico.

No dia seguinte ou 1h30 mais tarde:
Dividir cada bola em 2 partes. Depois uma das metades em 3 bolinhas e a outra em 4 bolinhas.
Obterá 7 bolas de cada cor, ou seja 21 bolas.
Formar 1 chouriço com uma bola de massa castanha clara, com 21cm (comprimento da forma), espalmar e enrolá-la sobre ela mesma.
Formar 1 chouriço de massa escura no mesmo comprimento e estender ligeiramente, não muito largo.
Enrolar a massa escura por cima do chouriço castanho claro (não precisa cobrir tudo).
Forma um chouriço com a massa branca ligeiramente mais comprido e estender na largura suficiente para cobrir o chouriço castanho.
Repetir a operação até ao fim.
Rolar cada chouriço até este atingir cerca de 42cm, ou seja o dobro do comprimentos da forma.
Cortá-los ao meio e dispo-los na forma, previamente untada ou forrada com papel vegetal, alternando as pontas.
Cobrir com um pano e  deixar levedar cerca de 1 a 2h até duplicar de volume.
Aquecer o forno a 170ºC. Pincelar o pão com leite.

Levar ao forno cerca de 40 minutos. Testar com um palito.
Retirar e deixar arrefecer numa grelha. 


Receita retirada deste blog

quinta-feira, 21 de abril de 2016

Tarte de bacalhau


Ingredientes.
250gr Bacalhau
1 Cebola
2 Dentes de alho
1 Folha de louro
Pimenta preta QB
200ml Natas
20gr Amido de milho
1 Ovo
300gr Farinha
300gr Margarina para folhados
200ml Água
Sal QB

Para o creme de bacalhau:
1 – Coza o bacalhau, reservando o seu caldo.
2 – Faça um puxado com a cebola em meias luas, os dentes de alho picados e o louro.
3 – Acrescente o bacalhau lascado e sem espinhas, pimenta preta a gosto, as natas , 200ml do caldo da cozedura do bacalhau e rectifique de sal.
4 – Triture este preparado muito bem com a varinha, passe no chinês,  adicione o amido de milho e leve a lume brando até engrossar um pouco.
5 – Depois de arrefecido, junte uma gema de ovo ligeiramente batida e misture muito bem no preparado de bacalhau.
6 – Forre as formas com a massa folhada, verta o preparado e leve ao forno pré aquecido 200 graus durante 20 minutos.
7 – Emprate, decorando com azeitonas descaroçadas, um pé de salsa e azeite de ervas.

Para a massa folhada:
1 – Misture a farinha com o sal e a água e amasse até obter uma massa lisa e uniforme, forme uma bola, envolva em película transparente e deixe repousar cerca de 30 minutos no frigorífico.
2 – Numa superfície enfarinhada, forme um rectângulo na massa, coloque a margarina numa metade do rectângulo, faça uma dobra e leve ao frio cerca de 30 minutos.
3 –Com a “boca” virada para nós, fazer 2 dobras simples (esquerda para a direita e direita para a esquerda) com um intervalo de 30 minutos (no frio) em cada volta.
4 – Esticar a massa o mais fino possível, formar um rôlo e cortar em pedaços de 2cm.

Receita retirada deste blog


quarta-feira, 20 de abril de 2016

Torta de ricot e frutos vermelhos


2 latas de leite (use a lata vazia para medir)
5 gemas peneiradas
5 claras em neve
4 colheres (sopa) de açúcar
3 colheres (sopa) de amigo de milho
½ Kg de ricota picada
1 colher (sopa) de essência de baunilha
100 gramas de frutos vermelhos
1 – Reserva as claras em neve e os frutos vermelhos.
2 – Acrescente todos os demais ingredientes no liquidificador e bata bem, despejando depois em uma tigela.
3 – Junte os frutos vermelhos, mexendo até incorporar e por fim, acrescente as claras em neve, misturando delicadamente.
4 – Disponha a massa em uma forma untada e enfarinhada, com cerca de 4cm de altura.
5 – Leve em fogo a 200 graus até que a mesma fique dourada.
6 – Polvilhe açúcar e canela para servir.

Receita alterada mas retirada desta página

terça-feira, 19 de abril de 2016

Cheesecake de caramelo


Base:

1.5 pacote de bolacha maria (300g)
150g de manteiga/margarina



Creme:
200g de queijo creme
50g de açúcar
1 colher de chá de extracto de baunilha
1 colher de café de sumo de limão
3 colheres de sopa de água quente

200ml de natas
6 folhas de gelatina incolor

Molho de caramelo:
200g de açúcar
100ml de água
1/2 colher de chá de sumo de limão
200ml de natas


Coloque as natas no congelador 20 minutos antes de as usar. Deixe o queijo creme amolecer um pouco, em temperatura ambiente, antes de o usar.
Triture as bolachas numa picadora até obter uma espécie de farinha e junte-lhe a manteiga/margarina derretida, amassando bem com as mãos. 
Entretanto, demolhe as folhas de gelatina num pouco de água fria, durante, cerca de 10 minutos.
Unte uma forma de aro amovível (de 23 cm de diâmetro) com margarina e forre o fundo e a lateral (cerca de 2cm de altura)com a massa de bolacha. Pressione bem com as mãos e alise a superfície com uma colher. Leve a forno pré-aquecido a 180ºC por 10 minutos. Retire do forno e reserve.
Usando a batedeira, bata o queijo creme até ficar cremoso, acrescente o açúcar e bata até obter um creme fofo e claro. Adicione a baunilha e bata mais um pouco. 
Bata as natas em chantilly pouco firme juntamente o sumo de limão e envolva-as no preparado de queijo.
Dissolva as folhas de gelatina (espremidas) em 3 colheres de sopa de água quente e junte-as ao creme, envolvendo-as muito bem. Verta o preparado na base de bolacha e leve ao frigorífico cerca de 6-8 horas ou até que solidifique.

Molho de caramelo:
Quando o cheesecake estiver firme e solidificado faça o creme de caramelo.
Numa panela de fundo grosso e pesado, misture o açúcar, o sumo de limão e a água e leve a lume médio até o açúcar dissolver-se.
Diminua o lume para o mínimo e deixe a calda ferver até ficar de cor âmbar e neste exacto momento retire a panela do lume. 
Para não queimar o caramelo aconselho que tenha sempre o lume muito baixinho e assim que a calda fique âmbar (dourada) retire logo o tacho do lume. 
Após retirar o caramelo do lume, junte metade das natas (a mistura irá borbulhar e haverá uma fumaça ligeira) e misture com uma colher de pau. Junte as restantes natas, mexa bem e leve novamente a lume brando para dissolver os cristais de caramelo/açúcar que se formaram no processo. Deixe cozinhar até se formar um caramelo grudento. Em seguida, apague o lume e deixe o caramelo arrefecer um pouco antes de usar.

Montagem:
Coloque o caramelo, ainda morno, sobre o cheesecake solidificado e alise a superfície para que não se formem bolhas. Leve ao frigorífico por mais 1 hora. Sirva fresco.

Receita retirada deste blog


domingo, 28 de fevereiro de 2016

Bolo de aniversário


Esta receita foi do workshop dado pela talentosa menina do blog Migalha Doce.

Para a massa:
300g de açúcar
300g de manteiga amolecida
300g de farinha
6 ovos
1 c. de sobremesa de fermento em pó
1 c. de sobremesa de extracto


Pré-aquece o forno a 180º e prepara duas formas de 14 cm, untadas com manteiga e forradas com papel vegetal.

Começa por bater o açúcar com a manteiga e a baunilha em pó, até ficar macia. Sempre que necessário raspa as laterais da taça para que a mistura fique uniforme.
Num copo alto bate os ovos e adiciona à mistura da manteiga, aos poucos e até ficar homogéneo.
Com a ajuda de uma espátula envolve  a farinha, previamente peneirada com o fermento, à mistura da manteiga. Sem mexer demasiado.
Verte para as formas e leva ao forno por 40- 45min ou até o palito vir limpo.
Retira do forno e deixa repousar ainda na forma por 10min, rega com um pouco da calda e transfere para uma base de arames para arrefecer por completo.


Recheio:
Para o recheio fiz um doce de frutos silvestres.

Para a cobertura de buttercream:
3 claras

150g de açúcar
235g de manteiga amolecida
1 c. de sobremesa de extracto de baunilha

Numa panela começa por aquecer água. Na taça da batedeira junta as claras, o açúcar e o sal, leva a banho-maria sem parar de mexer e até o açúcar dissolver, cerca de 3 min.

Transfere a taça para a batedeira e começa por bater na potência média e a pouco e pouco vai aumentando a potência até atingir o máximo.
Bate as claras até ficarem brilhantes e formarem picos firmes, cerca de 10min.
Antes de juntares a manteiga a taça tem que estar completamente fria, não pode estar morna. Um dos meus truques é enrolar um pano húmido à volta da taça, isso ajuda a que arrefeça mais depressa.
Assim que a taça estiver fria ao toque, reduz a potência para a velocidade média e vai adicionando a manteiga aos poucos. Deixa bater, sem parar, por cerca de 10-15min, até obteres um creme liso e macio.
Adiciona no fim a essência de baunilha e volta a mexer. Leva um pouco ao frio antes de barrares o bolo.
Se fizeres o creme um dia antes de barrares o bolo, retira 30min do frio e volta a bater para que fique novamente macio e mais fácil de barrar.
Se optares por usar o corante, retira cerca de 3 colheres de sopa do creme para uma pequena taça e envolve no corante até estar completamente homogéneo.
Se por acaso o creme começar a coalhar, continua a bater até que fique homogéneo. Se estiver demasiado líquido, leva um pouco ao frio para a manteiga solidificar um pouco e volta a bater até ficar macio.


Montagem:
Retira os topos dos bolos e divide cada um em duas partes iguais, ficando com quatro camadas.

Na camada de baixo, faz uma ourela de buttercream no rebordo do bolo e no meio recheia com o doce de frutos silvestres.
Na camada do meio, barra com um pouco de buttercream.
Na camada de cima, faz igual á camada de baixo.
Barra uma camada fina de buttercream a toda a volta e topo do bolo. Leva ao frio por 30min e decora a gosto.